Ads 468x60px

12 de abr de 2016

Sessão Pipoca telinha: preciso falar de 'The Family'!!!


Aí, pessoa gosta de sair caçando boas indicações com atores que conheço e gosto, naqueles dias que o humor tá péssimo. Sabe quando você só quer ver gente com uma tela gigantesca entre vocês, e toda conversa que você quer ouvir foi brilhantemente roteirizada por algum gênio da teledramaturgia?!? Tenho tido alguns desses dias, e recorrido bastante ao IMDB para achar divertimento de qualidade. 

Num desses dias, convenientemente me lembrei do ator Liam James, que deveria sinceramente pensar em trocar o nome artístico. Tentem procurar por ele no Google. A chance é que vocês encontrem muito material sobre outro Liam James mais famoso... Um que atende por Liam Payne, e é, ou era, sei lá, 1/5 ou 1/4, sei lá, do One Direction. Mesmo assim, basta fazer uma busca mais criteriosa para encontrar o ator canadense, que já figurou aqui, impressionando com o filme 'O Verão da Minha Vida'. Lembrei dele e fui procurar saber que novidades ele estava lançando. E dei de cara com uma nova série de tv. 

E aí, abro um parenteses aqui pra esclarecer que tipo de público eu sou: do tipo ansioso e que quer todas as respostas pra ontem! Então, no geral, detesto séries de tv. Não por não gostar de assisti-las. Muito pelo contrário. Mas sim pelo caráter semanal, e não diário, delas. Quando são as sitcoms, eu não ligo. Sitcoms?!? Pra quem não sabe, as comédias. Séries como 'Friends' ou 'Todo Mundo Odeia o Chris'. Essas que não carregam enredos de um episódio para o outro, e nem têm uma trama central que te prende a obrigação de assistir a tudo na ordem. Gosto de muitas sitcoms. 

Os dramas e suspenses são os que eu evito, por conta desse caráter de narrativa linear odiosa, que faz com que sua curiosidade te prenda à série. Eu sou muito curiosa... Aí tinha essa série com o Liam James que ia estrear naquela semana mesmo em que fiz a pesquisa, no canal ABC, que é um canal aberto norte-americano, meio que a Globo da gringa. Ou seja, é meio que a novela em horário nobre daqui. Li a sinopse que falava da volta de um garoto sequestrado 10 anos antes, e as implicações todas que sua volta trazia para a sua família política e proeminente. Interessante... Com um roteiro inteligente, uma boa produção, uma boa edição e bons atores, talvez a coisa colasse. 

Andrew McCarthy em 'The Family'.
Foto cortesia de ET Online.
O que normalmente acontece quando me apego a uma série de suspense ou drama? Eu espero toda a temporada acabar, baixo tudo de uma vez e faço aquela sessão depressão: assisto à temporada toda num dia só, ou dois, e fico sabendo de tudo, e obtenho todas as respostas, com raras exceções - Sobrenatural e Vingança, que deixam perguntas novas ao fim de cada temporada, e me irritam profundamente. Crente que em algum lugar os produtores e diretores iam cometer alguns erros, assisti à estréia da série. A essa altura já tinha me esquecido da tremenda competência de Liam James, e nem tinha me atentado para nomes como o de Alison Pill e Andrew McCarthy - duas pessoas que têm um passado comigo - no elenco. Burra eu...

O piloto estabeleceu o quem é quem, mais ou menos. Cobre o sumiço do menino Adam, o que isso faz em termos de destruição na vida dos seus familiares, e o que a sua volta começa a ressoar na mesma família, dez anos envelhecida e acabada. Uma história que corre concomitante é a do 'assassino'. O vizinho da família, ex pedófilo - ou será que é pedófilo mesmo? -, que foi colocado na cadeia pelo resto da vida, acusado de ter matado o jovem Adam. Com o reaparecimento de um Adam vivo, ele volta pra sua casa dez anos depois, sem ninguém lá que o receba - a mãe falece em sua estada na cadeia -, e uma pequena fortuna de indenização do governo pelo erro de condenação, embora tal dinheiro não compre sua paz e seu bom nome de volta. Andrew McCrathy lavando a alma neste papel! Fantástico!

E aí você assiste à dinâmica da família enquanto eles tentam se reagrupar em volta desse menino que é, de fato, um estranho... Assisti ao piloto para desencanar da coisa toda e dizer pra mim mesma que não tinha gostado e que não ia acompanhar, e seguir adiante com a vida. Não deu... E, a pior das escravidões televisivas aconteceu. Toda segunda eu corro para internet para baixar o episódio de domingo à noite, para tentar saber alguma coisa que foi vergonhosamente largada sem resposta no episódio anterior. Jenna Bans, eu oficialmente te detesto!!! 

Simplesmente não consigo esperar essa temporada acabar, e tenho até medo que a audiência americana não agrade a emissora, e que eles decidam cancelar a série antes de eu saber tudo... E detesto me sentir assim... Eu realmente detesto 'The Family', e não vejo a hora de poder assistir ao episódio do domingo que vem!



JulyN.

0 comentários:

Postar um comentário