Ads 468x60px

2 de jan de 2013

Como começar sem falar um palavrão?

Do blog Clássico Sarcasmo.
Adoro os textos do Ronan Fernandes!
Por que minha vontade é de xingar os Espíritos de Porcos que, faltando ainda uma hora para a chegada do Ano Novo, já estavam soltando fogos nas vizinhanças residenciais, tornando assim a vida dos proprietários de bichinhos de estimação bem mais complicada. Um palavrão bem grande, cheio de sentimento e uma energia muito negativa vai especialmente para os Espíritos de Porcos da Vila Clementino e imediações, por que é lá que moro. E lá estava quando tive minha celebração de Ano Novo interrompida, juntamente com a de muitas pessoas que comigo estavam, ou que foram chamadas no socorro de minha cachorrinha, por que um dos melhores amigos dela, nervoso com os fogos, acabou assustando minha bichinha de uma tal forma que a resposta dela foi uma convulsão de 40 minutos, que deixou sequelas grandes. Se você é um dos Espíritos de Porcos, e está lendo isso e pensando, 'eu tenho o direito de celebrar uma data importante na minha casa', pra você, bonitinho (troque pelo palavrão mais cabeludo em que puder pensar), eu respondo: eu também!!! 

E não há celebração quando você tira um rapaz taxista trabalhador na hora da virada da casa dele, do seio de sua família, para que ele te atenda numa chamada que acaba no Hospital Veterinário Sena Madureira. Um anjo caído do céu num dia e numa hora em que não havia uma única alma conhecida que pudesse (ou quisesse) nos levar lá. E nós tentamos muito achar alguém, enquanto minha bichinha sofria. Não há celebração quando gastamos mais do que ganhamos em um mês no primeiro dia do ano, e gastamos para tentar conter a desgraça, e não para comemorar. Passei a noite da virada em claro, como muitos. Mas não bebi, não dancei, não cantei... Chorei! Chorei muito, enquanto vigiava minha cachorrinha. Definitivamente não há celebração quando o sono de três pessoas se perde de preocupação, quando uma outra vê a ceia tão carinhosamente preparada por ela ser interrompida de forma tão besta, quando um outro cachorro fica imóvel de tanta tristeza pelo ocorrido... Não há celebração para a veterinária plantonista que teve que atender as vítimas da comemoração retardada de alguns outros, nem para os funcionários que também lá estavam....

Estamos no dia dois, passei por três taxistas, tirei um amigo de casa no dia primeiro para me ajudar, tirei o sossego do meu pai, de uma vizinha, e ainda não estou celebrando. E, pelo que me dizem, talvez não consiga celebrar nem a Páscoa. Minha cachorrinha precisará da minha atenção exclusiva por meses. Diferente dos Espíritos de Porcos que hoje se recuperam da ressaca de um festão, eu me recupero de não ter dormido por 48 horas. E minha cachorrinha tenta se acostumar com sua nova condição. Sem andar, sentindo dor, com dificuldade para engolir... Era esse o intento dos fogos? E não precisam ter compaixão só por mim. Ontem na hora do almoço o Hospital Veterinário lotou. Animaizinhos que em sua maioria levaram a pior no stress da festa. Uma bacezinha quase arranca o próprio olho de nervosa que ficou. Não dá pra ser feliz sem soltar os fogos? Por que eu certamente terei muita dificuldade em ser feliz com minha cachorrinha neste estado. 

Candy me assustando!!!

Espero que este meu post sirva de alerta, e amoleça alguns corações. Eu sei que algumas cabeças estão muito cheias de merda, e por isso nada mais vai entrar. Que se soltem fogos à meia noite. Tudo bem, nós sabemos que o ano tem que entrar em festa. Mas às onze e vinte eu queria comer, e alimentar minha bichinha, para depois poder sentar com ela no sofá e aguardar a hora do barulho. Mas os Cabeças de Merda tinham outros planos. Soltar fogos uma hora antes, pra mostrar quão boçais eles são. Parabéns pela humanidade, pela consideração, e pelo espírito de coletivo... que lhes falta. Deve mesmo ser muito duro raciocinar. Eu torço para que em 2013 vocês sejam abençoados com a iluminação divina, e que haja mais espaço em suas cabeças para aquilo que parece óbvio para qualquer ser humano sensato. Eu realmente espero poder festejar a entrada de 2014 em casa, comendo, bebendo, brincando com a Candy... Eu espero só ver de novo a Veterinária nesta data se ela for uma amiga pessoal minha, e estiver na mesma festa que eu. 

E tenho o dito.




JulyN

PS: tenho que agradecer muita gente amiga, e desconhecidos humanos que me ampararam neste momento de muita dificuldade. Mas tenho que me organizar pra isso. Em breve falaremos com mais calma dos seres humanos que merecem uma menção positiva. E quem quiser acompanhar a evolução diária da Candy, é só me seguir no Facebook. Lá eu conto tudo. Talvez ajude a mais alguém, né?

0 comentários:

Postar um comentário