Ads 468x60px

29 de ago de 2013

MTV Brasil!!!

Enquanto estamos vivendo o fim de uma era para a MTV no Brasil, lá na gringa ocorreu mais uma edição do 'Vídeo Music Awards', apelidado carinhosamente de 'MTV VMA's' (tente ler isso em Inglês, ok). Antes de começarmos aquela longa cessão de comentários, como eu tento fazer com todas as premiações as quais assisto, vamos esclarecer algumas coisas sobre a história da MTV no Brasil, visto que ela é de suma importância para esta que vos fala. 


Eu não era nascida quando o primeiro vídeo-clipe nacional foi produzido. Ney Matogrosso, com a música 'América do Sul' provava no programa Fantástico, da Rede Globo, que realmente era um performer. E, pelo que me lembre de minha primeira infância, muitos foram os vídeos transmitidos por este mesmo programa, a mostrar tamanha eficiência do cantor. Aqui no Brasil, portanto, podemos considerá-lo um ícone do gênero.

E, durante muito tempo, foi assim. Vídeo-clipe era sinônimo de Fantástico. Há dois momentos bem distintos na história do vídeo-clipe brasileiro, e do Fantástico, que estão gravados para sempre em minha memória. Um deles, do grupo Dominó. A Boy Band, criação de Gugu Liberato, na época apresentador, amigo e possível sucessor de Silvio Santos no SBT, fez tanto sucesso, e vendeu tantos discos aqui no país, que não restou outra saída, que não a veiculação do clipe de 'Companheiro', uma das músicas mais bacanas da banda, no programa global. Eu lembro que esta foi a primeira vez que senti que o povo brasileiro estava sendo vingado pelos desmandos da Globo. Tiveram que engolir o Dominó, do Gugu, a seco. Isso aconteceu em 1985, se não me engano. 

O outro momento, foi em 1986, com um grupinho despretensioso chamado Trem da Alegria. Estou ironizando, é claro. Apesar de se tratar de um grupo infantil, eles contavam com a produção dos 'hit makers' dos anos 80, Paulo Massadas e Michael Sullivan. Juntando-se músicas bem compostas, com refrões impossíveis de se esquecer, um gostinho de infância, crianças lindas, e animadas... O nome desta iguaria é sucesso. Trem da Alegria foi um dos primeiros atos musicais nacionais a conseguir vender mais de um milhão de cópias com um único LP. Tratava-se do Trem da Alegria 1986, que contava com vários hits, o principal deles sendo He-Man. E, se você aí lendo tem entre trinta e trinta e cinco anos, é brasileiro, e não curtiu este som, você é um herege!!!

O caso que tudo isso começou, indiretamente, no SBT também... As crianças selecionadas para fazerem parte da banda saíram do 1º Festival Internacional da Criança, exibido pela emissora do Silvio Santos. O disco de 1986 já era o segundo do grupo, que já tinha alcançado sucesso com o primeiro, e com o prévio Clube da Criança, que contava com dois de seus futuros integrantes. O clipe no Fantástico foi divertidíssimo. Cenário até bem caprichadinho, para os padrões da época. As crianças fantasiadas... Luciano de tanguinha... Hahaha. Eu era muito fã do grupo, e lembro vividamente deste momento na frente da tv. 

Não lembro se estes foram meus primeiros clipes. Não lembro quando foi que assisti ao 'Wuthering Heighs' da Kate Bush. Lembro só de ter achado linda aquela figura feminina, dançando na luz. Mas, apesar dele datar de 1978, eu lembro de tê-lo assistido com meus irmãos, na mesma época em que assisti a 'Don't Come Around Here No More', de Tom Petty - clipe que me fez detestar o artista por toda a eternidade, por que ele engole a Alice, e é só disso que consigo lembrar quando olho pra cara dele.  E este foi lançado em 1985. Então, foi tudo mais ou menos nesta época. Mas, acho que meu primeiro clipe possivelmente foi 'Billie Jean', de Michael Jackson - ah, aquela causada que acende quando ele pisa é meu sonho de infância. Enfim, não importa para o nosso texto, por que nada disso foi na MTV.

A MTV norte-americana teve sua primeira transmissão em 1981. Mas, pelo menos uma década antes, a ideia já estava sendo cogitada. Foi durante este período que os curta-metragens associados às músicas passaram a ser feitos em escala razoavelmente grande. Mas é justo dizer que a MTV, em 1981, ajudou a tornar este mercado um grande negócio, enquanto Michael (Jackson) tornou estes vídeos verdadeiras obras de arte. 

Nove anos depois, em Outubro de 1990, a MTV Brasil entrava no ar. Com um tremendo diferencial: era na tv aberta - afinal, não havia tv à cabo no Brasil. E também usava uma banda de transmissão que era novidade pra muita gente: o UHF. E lá estávamos nós, família de classe média, no começo de 1991, com aquela anteninha triangular perto da janela do quarto dos meus pais, onde havia a melhor tv da casa, e meu pai tentando achar a frequência da emissora, enquanto eu, pré-adolescente idiotinha, saltitava de alegria na cama dele, fazendo a maior bagunça nos lençóis chiquérrimos da minha mãe, empolgada por que ia ter finalmente um canal que passava música o dia todinho. Percebemos que meu pai tinha conseguido sintonizar quando vi Jon Bon Jovi e seus cabelões no meio de um deserto, com roupa de cowboy, 'cantando' 'Blaze of Glory'. Meu primeiro clipe na MTV! E foi à partir deste momento que a tv da sala foi abandonada, e o quarto lindo, bem arrumadinho da minha mãe, passou a ser atacado diariamente pela pré-adolescente da casa. Eu não saía mais de lá, nas minhas horas vagas. 

Essa mesma emissora, meses depois, foi minha principal companhia, depois que mudei do prédio onde tinha morado toda a minha infância. E aí, para acalmar os ânimos de quem não queria fazer a mudança, ganhei minha própria tv, no meu quarto, com antena triangular. E ela ficava com a sintonia na MTV, que desrregulava todos os canais. mas eu não ligava, por que eu não os assistia mesmo. Ganhei um vídeo-cassete só pra mim, ligado à tv, por que agora minha principal diversão era gravar os clipes que eu curtia. E aí, com o vídeo cassete da sala, eu gravava os que passavam nas outras emissoras. A Gazeta tinha um programa famoso, chamado Cliptrip. E meu próprio aparelho de som também, com outra grande novidade: cd Player!!! Tudo junto e misturado em 1991... E foi através da MTV que formei meu gosto musical. Por que naquela época era música o dia todo. E pra encher vinte e quatro horas de programação, 365 dias por ano, eles tinham que variar. E variavam muito! Tocava de tudo na MTV. Era tão legal. De tudo acabou sendo também o Rap e o R&B norte-americanos, e foi neles que me liguei. A culpa é da MTV!!! Hahaha

A década passou, e a emissora começou a se render às babaquices comuns nas outras emissoras. Sempre com um pé na insanidade, é claro. E era isso que fazia com que a gente continuasse acreditando. Mas o crescente encolhimento da oferta de música foi fazendo com que sua audiência, antes fiel, fosse lhe abandonando. E, na segunda metade da década de 90, surgia uma outra novidade. Classe média antenada que somos, não ficamos para trás. Meu pai comprou um computador mais moderno, e instalou um modem, e o ligou ao nosso telefone, e aí o mundo se expandiu: internet!!! E aí a MTV foi me perdendo, gradativamente... Por que online eu podia procurar notícias sobre meus artistas favoritos, e conversar com fãs do mundo todo, e trocar arquivos de músicas... Ou seja, apesar de, no começo, não haver vídeos, na internet o assunto principal voltava a ser a música, em detrimento do que ocorria na tv. Quando chegamos ao novo milênio, eu já não era mais audiência da emissora. Preocupava-me apenas em assistir às premiações promovidas pela original americana. 

A MTV não vai sair do ar! Só vai passar a ser o que já é e sempre foi em todos os outros lugares do mundo: uma emissora à cabo. O grupo Abril, que detinha os direitos sobre ela, a vendeu. E o novo grupo vai seguir em frente. No canal UHF 32, ela sai do ar dia 30 de Setembro deste ano, 2013. Haverá uma programação especial, de despedida. Neste dia, voltarei a ser público da MTV Brasil, pela última vez. Ela perderá a denominação Brasil, mudará para a tv à cabo, e entrará no ar no dia seguinte, 1º de outubro... Bom, eu já sentia saudade da MINHA MTV há uma década. 

Bom, vou terminar esta postagem por aqui. Na próxima vamos nos divertir, falando do Vídeo Music Awards deste ano. Teve muita coisa chocante e legal, que deve ser comentada. 





JulyN

0 comentários:

Postar um comentário